Contabilidade de empresa incorporadora: como usá-la estrategicamente?

A contabilidade representa uma vantagem estratégica para as empresas. Por isso, a atividade deve ser vista não apenas como um setor que cumpre obrigações legais e realiza tarefas burocráticas. Esse setor deve funcionar de forma ágil, eficiente e é essencial na tomada de decisões dos empresários.

Assim como nas diversas atividades empresariais, a contabilidade de empresa incorporadora deve ser usada estrategicamente. Sabe como fazer isso? Então leia esse artigo e saiba mais!

O que é incorporação imobiliária?

Quando falamos em incorporação imobiliária nos referindo aos condomínios de casas ou apartamentos, que são edificações construídas sob a forma de unidades isoladas entre si, ou seja, unidades autônomas. Essas casas, salas ou apartamentos autônomos podem ser comercializados mesmo que ainda estejam na planta.

Basicamente, a incorporação imobiliária (regida pela Lei nº 4.591/64) é a atividade de planejar um empreendimento imobiliário e desenvolver todo o passo a passo para realizá-lo. Logo, uma empresa incorporadora é aquela que promove a venda ou locação das unidades autônomas.

Especificidades da contabilidade de empresa incorporadora

A contabilidade de empresa incorporadora é muito semelhante às das empresas de outros ramos, porém, a diferença aparece no momento da apropriação dos custos e das receitas. As empresas desse ramo possuem plano de contas diferenciado das demais.

Dentre as diferenças, destacam-se:

  • a formação dos estoques;
  • a apropriação dos custos incorridos;
  • reconhecimento das receitas.

A atividade de incorporação imobiliária ainda traz um benefício fiscal para a tributação das empresas, o chamado Regime Especial de Tributação (RET). Embora apresente vantagens, é preciso ter atenção especial na hora de elaborar o Memorial de Incorporação ou Descritivo. Erros podem levar a necessidade de pagamento a mais.

Contabilidade de uma incorporadora vai além do básico

Além de exigir atenção do profissional de contabilidade de uma incorporadora, nem todas as obras precisam ser enquadradas no RET. Essa é uma opção que a empresa escolhe conforme as suas estratégias contábeis. Por isso, é fundamental experiência para optar por outros regimes tributários, quando for vantajoso.

Empresas incorporadoras também precisam da atenção dos contadores para que o andamento dos registros contábeis seja feito adequadamente. Todos os fatos ocorridos do início ao fim de uma obra devem ser registrados, possibilitando, assim, o levantamento de custos reais do empreendimento.

Com a complexidade da legislação e das normas contábeis brasileiras, as empresas incorporadoras precisam cada vez mais do apoio dos contadores. Um exemplo disso, são as Instruções Normativas da Secretaria da Receita Federal (IN SRF), que afetam contabilização de receitas imobiliárias, os estoques de imóveis, permutas, dentre outros itens.

Para lidar com a complexidade da atividade de contabilidade de empresa incorporadora a maioria dos empresários recorre à terceirização, ou outsourcing contábil. Isso permite reduzir custos e ainda lidar com uma empresa totalmente identificada e experiente com a construção civil e suas especificidades.

Se você busca colocar seu negócio rumo a um caminho de sucesso dentro desse setor de atividade, sem infringir a lei vigente e se mantendo alinhado às atualizações do setor, a São Vicente Contabilidade é a melhor opção. Entre em contato conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *